Coisas que eu não compro mais ou evito ao máximo.Um tema que está super em alta no YouTube, eu trouxe  para vocês no blog.

 

 

1- Roupas que precisam de muito conserto ou não são meu número 

 

Sabe quando você vai numa loja e simplesmente ama uma peça de roupa, mas não tem seu número. Antigamente eu comprava mesmo assim não sendo meu número, na ilusão de um dia levar na costureira e ficar bom para usar. Porque eu digo ilusão, porque é mesmo uma ilusão. Ou o conserto não fica bom ou você acaba nem levando na costureira e ele acaba encostado, num canto escondido esquecido,  tempos depois você acaba dando ele embora para alguém, sem nem ao menos usar – lo uma única vez. Dinheiro e energia desperdiçados, fora que outra pessoa poderia estar sonhando com daquela peça de roupa e quando chegou na loja para comprar  já não mais estava lá . Não vou negar que já fiz ajustes desse tipo que deram super certo e uso muito até hoje, mas são raros.  Roupas que não são meu número que eu vou ter de ajustar, pequenos pode  até ser,  como uma barra, manga, alguma coisa fácil mas de forma alguma nada de diminuir número da roupa.

 

 

2 – Produtos da China.

 

Às vezes confesso que a gente não  tem outra saída ou muitas vezes acabamos comprando sem saber, e aí quando olhamos a etiqueta… já era. Mas estou aqui falando daquelas lojas ou barraquinhas que a gente sabe que a procedência é duvidosa, produtos piratas ou produtos que a gente sabe que a vida útil será pequena, que foram feitos com material de segunda mão, réplicas,  que contém trabalho escravo, mau uso de recursos naturais, entre outras coisas que o consumo consciente não prega. Eu sou muito de energia e uma vez  ouvi uma frase que dizia mais ou menos assim “não queria ter um produto que contém sangue, suor e lágrimas.”  Achei sensacional essa frase e tento ao máximo aplica – la no meu dia dia .

 

 

3- Produtos que contenham muita embalagem.

 

Acontece muito em supermercado, onde geralmente as frutas são cortadas e colocadas, geralmente poucas unidades em saquinho separados com plástico. Vamos parar de preguiça  meu povo,  e de gerar lixo que dificilmente será reciclado depois!!??

 

 

4 – Descartáveis 

 

Sou totalmente contra quem compra pratinho, copinho, garfinho para festas ou churrasco. Eu até entendo que vocês não querem lavar a louça, mas o meio ambiente não pode pagar essa conta. Se for muito importante para seu filho na festinha dele, tente ao máximo diminuir a quantidade comprada desses itens, cortando por exemplo os talheres descartáveis  e usando guardanapo de pano, que podem ser alugados em casas de festas por exemplo e você não precisará lavar depois do uso.

 

 

5- Amaciante

 

Está confirmado que o Amaciante contém muitas substâncias químicas que são prejudiciais ao corpo humano. Uma alternativa saudável e barata é usar vinagre branco. Existem várias receitinhas na internet.

 

 

6- Alimentos de validade muito longa.

 

Geralmente esses alimentos contém muitas químicas para fazer- los durar por tantos meses. O que acaba não sendo saudável para o nosso organismo. Tento ao máximo não comprar ou consumir esses produtos.

Logicamente eu não sou radical demais, acho que temos de ser maleáveis ao longo da vida. Vivemos em sociedade e quando não estamos em nosso lar  devemos respeitar a visão do outro ainda que não concordemos. Especialmente se somos visitas na casa de outras pessoas ou se estamos de viagem. Por exemplo, eu não vou deixar de comer em Fast food por conta do plástico usado nas embalagens, eu apenas não faço disso uma rotina. Também não vou brigar num churrasco por conta dos descartáveis usados lá. O bom senso deve prevalecer sempre. E principalmente jamais serei grosseira com alguém que me convida para visitar ou me dá de presente objetos dessas lojinhas de coisas vindas da China.

 

 

Publicações relacionadas

Deixe um comentário

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.